Petição online para o Tombamento da Biblioteca Mário de Andrade

Imagem: 

Petição online criada pelo Diretor da Biblioteca Mario de Andrade, a ser entregue ao IPHAN.

Assinem a petição no site do Avaaz aqui!

"Porque o tombamento é importante?

Para conseguirmos ampliar a capacidade da BMA, a segunda maior biblioteca pública do país, quanto à preservação e atendimento.

A Biblioteca Mário de Andrade, biblioteca municipal de São Paulo, é a segunda maior biblioteca do Brasil, com aproximadamente 4 milhões de itens (dos quais cerca 52 mil são obras raras e especiais). Ela foi criada em 1926 como primeiro projeto do Departamento de Cultura de São Paulo liderado por Mário de Andrade. De 1943 a 1959, sob a gestão de Sérgio Milliet, na Mário de Andrade (chamada à época de Biblioteca Municipal) foi formada a primeira Coleção de Arte Pública da Cidade, com destaque para as obras modernistas brasileiras, antes mesmo da existência do MASP, do MAM e da 1° Bienal de Arte de São Paulo.

Atualmente, a Biblioteca Mário de Andrade esforça-se no sentido de se tornar um modelo para o Brasil em relação à preservação e ao atendimento, objetivando triplicar o número de visitantes e consulentes presenciais (hoje, este número está em torno de 36 mil pessoas por mês) e ser a primeira grande biblioteca pública do Brasil aberta 24 horas por dia.

Além disso, a BMA busca um plano de integração com a Praça Dom José Gaspar, ao seu redor, para que sua inserção nesse espaço público de grande circulação não seja apenas física, mas também cultural.

Vamos nos unir e solicitar o tombamento da Biblioteca Mário de Andrade pelo IPHAN, reconhecendo-a como patrimônio cultural nacional, considerando: a importância de seu acervo não somente para a cidade de São Paulo, como também para o Brasil; a importância do edifício como marco arquitetônico histórico no centro de São Paulo e como exemplo brasileiro de uma arquitetura pré-modernista; a importância da Biblioteca Mário de Andrade na cena do debate artístico e político brasileiro, particularmente no período que vai do decênio de 1940 ao de 1960; e a participação da BMA na Associação Internacional de Bibliófilos, além de sua vocação para o entendimento do acesso público como direito, e não como opção, quanto à prestação de serviços.        Luiz Armando Bagolin"

Assinem a petição no site do Avaaz aqui e compartilhem com os amigos!

SITE DESENVOLVIDO POR MANISH | DESIGN DE PATHOS GRAPHICOS