Histórico

 

 

 

Associação Brasileira de Encadernação e Restauro (ABER) é uma instituição sem fins lucrativos que atua em dois segmentos: a encadernação e a conservação e restauro de livros e documentos em papel. Tornou-se referência nessa área do conhecimento por meio de ações de pesquisa, ensino, execução de projetos e difusão de informações.

A ABER foi fundada em 1988, em São Paulo, por um grupo de encadernadores e restauradores, entre eles Thereza Brandão Teixeira, Guita Mindlin, Marisa Garcia de Souza, Luís Otávio Louro Gomes e Márcia Toledo para formar profissionais qualificados para atuarem na encadernação, conservação e restauro de livros, e para promover no Brasil a prática da encadernação artística de nível internacional.

A entidade já promoveu, desde sua fundação, mais de 500 cursos, palestras, seminários e workshops, com especialistas renomados do país e do exterior, totalizando mais de 30 mil horas de aula para mais de 4 mil alunos. Passaram pelos cursos da ABER profissionais de instituições como Arquivo Nacional, Fundação Biblioteca Nacional, Museu da República, Arquivo Público do Estado de São Paulo, Biblioteca Municipal Mario de Andrade, Centro Cultural São Paulo, Museu de Arte de São Paulo, Pinacoteca do Estado de São Paulo, diversas universidades, além de outras instituições públicas e privadas.

Em 2008, a ABER foi qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), com sua missão de atuar na capacitação e atualização profissional, bem como disseminar conhecimento relativo à preservação de acervos artísticos, bibliográficos e documentais. A importância dessa formação é atestada pelo fato de que diversas instituições  têm colocado em seus editais, como pré-requisito, a necessária participação em cursos promovidos pela ABER.

Como eventos recentes promovidos pela Associação tivemos o VI Concurso de Encadernação Artística em parceria com o Masp, Fundação Casa de Rui Barbosa, Senai Theobaldo de Nigris e Oficina Tipográfica São Paulo, no qual foram realizadas duas exposições, uma sobre Tipografia com trabalhos do designer Claudio Rocha e outra com as encadernações artísticas realizadas por profissionais, estudantes e interessados nas artes do livro em geral. No momento estamos com a exposição sobre Livro de Artista no Masp, resultado dos trabalhos elaborados pelos alunos do curso promovido pela ABER no primeiro semestre de 2014.

Em conjunto com outras instituições, a ABER elaborou o Código de Ética do Conservador-Restaurador, e participou das discussões relativas ao projeto de lei que prevê o reconhecimento da profissão do Conservador-Restaurador de Bens Culturais, em tramitação no Senado e na Câmara desde 2008.

Isso vem reforçar sua missão de capacitar profissionais para atuar em acervos bibliográficos e atender a procura crescente da sociedade, cada vez mais consciente e atenta à necessidade de preservar o patrimônio e as riquezas culturais do país.

 

 

 

SITE DESENVOLVIDO POR MANISH | DESIGN DE PATHOS GRAPHICOS